AMPCON

Associação Nacional do Ministério Público de Contas

E-mail: geral@ampcon.org.br

Telefones: (61) 3533-6505   |  (61) 99533-5088

Sede: SCN, Quadra 4, Bloco B, Nº 100, Sala 1201.

Asa Norte - Brasília/DF - CEP 70.714-900
Subsede administrativa: Av. Nazaré, Nº 766.

Nazaré - Belém/PA - CEP 66.035-145

AMPCON © 2019

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Procurador-geral Plínio Valente pede o bloqueio de mais de R$338 milhões em contas de prefeituras

O Procurador-Geral do Ministério Público de Contas do Piauí (MPC-PI), Plínio Valente, solicitou em Sessão Plenária no Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI) nesta quinta-feira (6) o bloqueio de contas no valor de R$338.384.877,59 de 11 prefeituras do Estado, quais sejam: Simplício Mendes, Teresina, Palmeirais, São Gonçalo do Piauí, Socorro do Piauí, Itaueira, Caridade do Piauí, Cristino Castro, São João do Piauí, Miguel Alves e José de Freitas. O valor é referente ao precatório do FUNDEF (Fundo de Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério), e foi aprovado por unanimidade pelos Conselheiros do TCE.


Plínio Valente pediu o bloqueio das contas do FUNDEF por um período de 90 dias, tendo em vista a proximidade do término de vários mandatos, sendo o prazo remanescente da gestão exíguo para planejamento, execução e fiscalização da aplicação de recursos provenientes de precatórios pelos gestores.


Além disso, não haverá prejuízo à gestão que ora finaliza, pois tratam-se de recursos não previstos no orçamento e, por isso, não esperados pelos gestores. O Procurador-Geral considerou que há também controvérsia e pretensões conflitantes entre gestores e professores sobre a aplicação das diferenças do FUNDEF, e sugere regulamentação, por resolução normativa, da aplicação das diferenças referidas.

Fonte: MPC-PI




1 visualização