MPC-MT prepara representação por superfaturamento de 100 milhões no VLT do governo anterior


O Ministério Público de Contas de Mato Grosso (MPC) prepara documentação para representar, já na próxima semana, contra o governo do Estado, junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), pedindo investigação profunda sobre um superfaturamento no valor de R$ 100 milhões, nas obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), em Cuiabá e Várzea Grande.

O valor superfaturado é apontado no 4º Relatório da Comissão de Acompanhamento das Obras da Copa do Mundo da Fifa do TCE, emitido em julho de 2014.

Dos R$ 100 milhões que teriam sido pagos a mais ao Consórcio VLT, responsável pela instalação do modal em Cuiabá e Várzea Grande, R$ 87 milhões teriam sido verificados apenas na compra dos vagões, que, no relatório do TCE, aparecem como “material rodante”.






0 visualização0 comentário